Actualice su navegador
ir al contenido

Rochester Hotel - concept

Centro Histórico

Formado pelos bairros de San Telmo e Monserrat são testemunhos vivos da história de Buenos Aires. Neles ainda encontramos ruas empedradas, faróis, varandas com os famosos "aljibes" (cisternas), igrejas, museus e feiras, cafés tradicionais e o Tango, polêmico protagonista da história da cidade. Localizados ao sul da cidade.

Plaza de Mayo

Foi e continua sendo hoje a praça mais polêmica da cidade, onde se realizaram e ainda se realizam grandes manifestações sociais. Testemunho dos maiores sucessos da história, a Revolução de Maio em 1810, declaração da independência em 1816 e a Constituição Nacional em 1860, onde depois da grande ditadura argentina as Mães de Praça de Maio reclamavam o aparecimento dos seus filhos. Localizada entre as ruas Balcarce, Rivadavia, Bolívar e Hipólito Yrigoyen por decisão de Juan de Garay.

Casa de Governo ou Casa Rosada

Balcarce 50
Pintada de cor de rosa por decisão do então rpesidente Sarmiento. Sede do Governo Nacional desde a Primeira Junta em 1810. A entrada presidencial está na rua Rivadavia. Na rua Yrigoyen está a entrada ao museu da Casa Rosada. Conta com restos da antiga alfândega.

Catedral Metropolitana

Rivadavia com San Martín
Construção finalizada em 1822, com uma impressionante estrutura, quadros e esculturas italianas em especial. Aqui descansam os restos do General José de San Martín, herói da independência.

Cabildo

Bolívar 65
Hoje encontramos aqui funcionando o Museu do Cabildo (Cabido) e a Revolução de Maio. O Cabildo era que representava os interesses do povo e onde foi realizada a declaração da independência e onde foi organizada a Primeira Junta.

Manzana de las Luces: Igreja Santo Inácio – Colégio Nacional Buenos Aires

Alsina, Bolívar, Moreno, Perú
Iglesia San Ignacio - Colegio Nacional Buenos Aires
Terrenos que pertenciam aos jesuítas no ano 1633 até 1767 em que foram expulsos. Durante esses anos, os jesuítas construíram a Igreja de São Inácio. Após expulsos, a Universidade de Buenos Aires e o Congresso Nacional ocuparam seu lugar. São as galerias subterrâneas que conectam os edifícios o que chama à atenção da Manzana de las Luces.

Igreja e Convento de São Francisco – Capela São Roque

Alsina com Defensa

Igreja de estilo alemã, com figuras de São Francisco de Assis, Giotto, Dante Alighieri e Cristóforo Colombo na sua frente e ingaugurada em 1754.
Em 1955 houve um grande incêndio que obrigou a colocar tapetes no altar para poder arranjar parte do dano causado já que se perdeu muita da decoração interna e do retábulo maior. Os tapetes eram de 8 m x 12 m, os maiores do mundo.

A Capela San Roque, por sua parte compartilha o átrio com a Igreja e Convento de São Francisco Conta com imagens feitas em madeira policromada.

Plazoleta San Francisco.

Alsina com Defensa
Eram tantos os fiéis seguidores que a Igreja de São Francisco não podia com todos e foi por isso que foi construída a Praça de São Francisco, como uma ampliação. A astronomia, a indústria, a geografia e a navegação eram as esculturas representadas na Pirâmide de Maio.

Basílica Nossa Senhora do Rosário / Convento de Santo Domingo

Avenida Belgrano com Defensa
Mantém a mesma estrutura que quando foi inaugurada em 1773. Conta com três naves e capelas laterais. Aqui descansam os restos de Manuel Belgrano.

Casa da Cultura

Avenida de Mayo 575, Monserrat
Data do século XIX, declarado Monumento Histórico Nacional Hoje se realizam nela espetáculos, oficinas e cursos organizados pela Casa da Cultura do Governo de Buenos Aires, a qual tem sua sede aqui junto com outros escritórios governamentais. O fundador do jornal La Prensa, José C. Paz, foi o encarregado de sua construção em 1898.
Subir