Actualice su navegador
ir al contenido

Rochester Hotel - concept

Gastronomia

La República Argentina é um país onde convivem diferentes culturas e nacionalidades pelo que sua gastronomia é das mais variadas. Uma oferta de grande qualidade, tentadora, para todos os gostos.

Asado (Churrasco)

Não pode perder se você visita Buenos Aires. A cidade é reconhecida entre outras coisas, pela excelência de suas carnes, todo turista ao viajar a Buenos Aires procura experimentar ou desfrutar mais uma vez delas. A carne deve ser tenra e suculenta e costuma estar acompanhada por saladas de tomate, alface e cebola, batatas, beterraba, cebola e ovo duro, rabanete e erva-doce entre outras. Também se pode adicionar carnes de frango, porco ou cabrito ou a famosa provoleta (uma classe de queijo provolone assado na grelha).
O churrasco esta composto geralmente por:

ACHURAS (MIÚDOS DE ANIMAIS): miúdos de vaca: moelas, rins, tripas, lingüiça, chouriço, "chinchulines".
"BIFE": é um corte de carne. Cozido na grelha ou em óleo com cebola e pimentos. O "bife de chorizo" é uma porção (de 250 g. aproximadamente) de carne sem osso que se cozinha na grelha.
"CHIMICHURRI": molho frio picante composto principalmente por misturas de óleo e vinagre com alho, pimentão, cebolinha e outros temperos (por exemplo:  alfavaca, orégão). Este molho não falta nos "asados”, é adicionado à carne ou aos outros produtos após assados.
"CHORIPÁN": Infaltável o sanduíche de lingüiça, conhecido popularmente como “chori”, para comer ao ar livre, e sempre quando se assiste um jogo de futebol na quadra.

Mascato, Pizza, Fainá

"FAINÁ": É uma massa de farinha de grãos-de-bico, dourada, bem finita e com outros produtos, como pimentões e cebolinha.
"FUGAZZA": pizza com cebola. Um clássico em Buenos Aires.   
"FUGAZZETA": é uma “fugazzeta” recheada com mozzarella.
"PIZZA": acompanhada geralmente por fainá, prepara-se "al molde" ou "a la piedra", come-se com talheres ou com a mão. Na Av. Corrientes se encontram as pizzarias mais tradicionais, mas também encontramos lugares novos, modernos, com receitas menos tradicionais.
"EMPANADAS" (empadas): fritas, no forno, picantes ou suaves. Pastéis recheados de carne picada,  Comem-se com a mão e são acompanhadas com vinho tinto. Cada região tem sua própria receita, as mais destacadas são as de Salta e Tucumán.

Peixe

Merluza, brótola, linguado, corvina e besugo. O pejerrey, uma comida de raiz bem crioula, já que, não tem equivalente nas águas que não sejam as das costas atlânticas argentinas ou rios de planície e montanha.

Massas

Grande prestígio da cozinha italiana. A criatividade dos chefs se destaca na variedade de molhos e recheios, entre os quais podemos mencionar os de peixe, mariscos, cogumelos e abóbora.

Panificação

"Faturas" (tipo de doces argentinos), "medialunas" (croissants), churros, pasteizinhos e diversos tipos de pães saborizados. Geralmente são acompanhadas com mate de manhã ou de tarde.

Doces

Doce de leite, usa-se praticamente em todas as sobremesas, famoso e favorito na cidade. Geralmente é untado no pão de manhã ou de tarde, ou simplesmente em colheradas.  Também se usa para bolos, sorvetes, molhos para sobremesas, bombons e como cheio de tabletes de chocolate.
Também encontramos o famoso "vigilante" (semelhante ao Romeu e Julieta do Brasil), uma sobremesa tradicional de queijo e doce, de batata doce ou marmelo.

Por último, outros dos favoritos são os "alfajores" estão compostos por dois ou mais biscoitinhos, bolachas ou massa assada, separadas entre si por recheios como geléias ou outros doces, e podem ter um banho ou cobertura exterior.

Vinhos

Os vinhos argentinos estão entre os melhores vinhos do mundo. Os de maior qualidade são os de Mendoza e San Juan, a zona de Cuyo. Também são produzidos em Salta, Neuquén, La Rioja e cada vez mais zonas do país. São oferecidos nas cartas de restaurantes, nos supermercados e lojas de vinho.

Mate

Característico de Buenos Aires. Todos os habitantes o tomam e é uma das infusões preferidas, é comum que os amigos se reúnam a "matear", rodadas onde o mate vai sendo passado de um a outro para que todos tomem, enquanto se fala, canta o toca o violão. Prepara-se pondo água quente em um pequeno recipiente do mesmo nome que contém erva mate, é tomado através de uma bomba que é como um coador tem uma ponta alargada e cheia de buraquinhos que permite passar a infusão mas não a erva. Alguns gostam de beber com açúcar embora a maioria o prefere amargo. Também é possível adicionar-lhe ervas "yuyos") para dar-lhe um sabor diferente ou com fins medicinais. Por exemplo, ervas com propriedades digestivas ou calmantes, como coca, peperina, pólio, melissa, toronja, hortelã, absinto, carqueja, anis, entre outros. No nordeste argentino é freqüente que se adicione suco de laranja ou casca de laranja ou outros cítricos, alguns adicionam um pouco de café. O mate possui um efeito estimulante devido à "mateína" que contém, ao igual à cafeína do café.

.
Subir

Rochester Concept Hotel Buenos Aires | Gastronomia em Buenos Aires | Reserve Online

Veja também:
www.rochester-hotel.com
|
www.rochester-hotel.com.br
|
www.serenabuzios.com.br
Site seguro.
Copyright Rivotel S.A.