Actualice su navegador
ir al contenido

Rochester Hotel - m

Costanera e Rio da Prata

O Rio da Prata e o "Riachuelo" são os limites naturais de Buenos Aires para o este e o sul. O Rio forma parte da paisagem cotidiana da cidade e arredores, até o Delta do Tigre. A prática do surfe está muito estendida na zona de Buenos Aires e as proximidades. Em San Isidro, província de Buenos Aires, pratica-se wind surfing, o caiaque e o Outrigger (Canoas Havaianas). As viagens em caiaque tomaram grande relevância nos últimos anos, no Rio da Prata e Delta de Buenos Aires.

Costanera Norte

Está ao longo da Av. Rafael Obligado. Tem uma série de complexos recreativos que oferecem variada gastronomia e, entre outros esportes, tênis, natação, golfe, basquete, futebol, windsurfe e navegação a vela.

Costanera Sur

Localizada junto à Reserva Ecológica, desde "Dársena Sur (Doca sul) até "Dársena Norte" (Doca norte), Puerto Madero. Ônibus: 4, 29, 33, 53, 54, 64, 86, 129, 130, 152, 154, 159, 168, 186.
É um dos passeios mais populares de Buenos Aires há quase um século. As pessoas vão à Costanera a andar de bicicleta, correr, ou passar o dia em família.
Em 1918 foi inaugurado o balneário municipal e suas praias se tornaram nas mais concorridas do Rio da Prata. Nas décadas de 1940 e 1950, na zona abriram restaurantes e salas de espetáculos onde de noite atuavam os "tangueros" e atores cômicos de moda, como Aníbal Troilo ou José "Pepitito" Marrone. A partir de 1960, o passeio perdeu importância, sobre tudo pela contaminação do rio, que levou à proibição de tomar banho em suas águas.
Nas décadas de 1990 e 2000, a Costanera e os parques dos bulevares foram restaurados.
A Costanera é muito visitada de dia e de noite, especialmente nos fins de semana. Em suas largas veredas funcionam numerosos "carritos": postos de comida rápida que se especializam em sanduíches de "bondiola" (carne de porco).

Reserva Natural

Av. Tristán Achával 1550, entre Viamonte e Brasil, Puerto Madero. Ônibus: 4, 29, 33, 53, 54, 64, 86, 129, 130, 152, 154, 159, 168, 186.
Para fazer caminhadas ao ar livre, praticar aerobismo, andar de bicicleta ou, saídas noturnas à luz da lua. A Reserva é um passeio para percorrer a pé ou de bicicleta, por diversas sendas que conduzem até o rio.
Com 350 hectares, é o maior dos espaços verdes de Buenos Aires. Está povoada por centenas de espécies da flora e fauna nativas da planície chaco-pampeana e da beira do Rio da Prata.
Durante as décadas de 1970 e 1980 foi realizado o aterro junto à Costanera sul. O aterro colonizado pela flora e fauna locais e a área foi declarada Parque Natural e Zona de Reserva em 1986.
No passeio podem se conhecer as pastarias de capim-dos-pampas e bosques de amieiros típicos da região e distintas espécies de aves, mamíferos, anfíbios e répteis.
As sendas da Reserva, que levam até o rio, podem se percorrer a pé ou de bicicleta, ou participando de uma visita guiada.

Tigre

É uma localidade da província de Buenos Aires, a 30 quilômetros ao norte da cidade e à beira do último trecho do Rio Paraná, onde se forma um delta de 320 quilômetros de extensão.
Podem se visitar distintos museus do centro histórico de Tigre e o Porto de Frutos, um mercado de produtos de artesanato da zona. Mais tarde pode se realizar um passeio de barco, com almoço incluído, e visitar o Delta do Paraná, onde se oferecem percursos ecoturísticos e se praticam esportes náuticos. Em pousadas e cabanas das ilhas do delta se servem jantares e almoços.
Subir