Actualice su navegador
ir al contenido

Rochester Hotel - m

CONSULTE ON LINE

Biografias

Um percurso pela vida dos grandes personagens da história argentina: política, letras, música, esporte, arte, símbolos da cultura nacional.

Juan Domingo Perón

Nasceu em 8 de outubro de 1895 na Província de Buenos Aires. Entrou no Colégio Militar aos 16 anos e realizou um progresso incomparável nas filas militares. Serve na Itália durante os últimos anos da década de 1930 como observador militar, como testemunha do êxito dos fascistas e nazistas. Teve muito interesse na história e na filosofia política e publicou diversos trabalhos sobre esses tópicos.
Em 1943 se uniu a um complô militar que derrocou o governo civil da Argentina. O regime militar que subiu ao poder os seguintes três anos teve muita influência de Perón, quem prudentemente solicitou um posto menor como Secretário de Trabalho e Bem-estar Social. Em 1945 se converteu no Vice-Presidente e Ministro da Guerra. Pouco a pouco foi ganhando mais respeito e notoriedade, sobre tudo pelo apoio que obteve dos trabalhadores não privilegiados chamados "descamisados" e por sua popularidade e autoridade no exército.
No início de outubro de 1945, Perón foi destituído de seu posto por um levantamento civil e militar. Mas sua formosa e dinâmica amante, Eva Duarte, e os colegas de uniões de trabalhadores reuniram os trabalhadores de todo o Grande Buenos Aires, e com essa pressão, Perón foi liberado da custódia em 17 de outubro de 1945. Essa noite, do balcão da casa Rosada (Casa de Governo), Perón falou para 300,000 pessoas, e suas palavras foram retransmitidas por rádio para todo o país. Prometeu conduzir as pessoas para a vitória na eleição presidencial pendente e construir uma nação forte e justa. Uns dias depois se casou com Eva, ou Evita, como era popularmente chamada, quem o ajudou a dirigir a Argentina nos anos que seguiram. Perón foi eleito Presidente em fevereiro de 1946 com 56% dos votos.
Perón pôs à a Argentina em um curso de industrialização e intervenção da economia, calculada para prover melhores benefícios sociais para a classe operária. Também adotou uma forte política anti Estados Unidos e antibritânica, pregando as virtudes da chamada Terceira Posição, entre o comunismo e o capitalismo. Baseando seu governo em uma doutrina chamada Justicialismo, mostrou favores aos trabalhadores, através de aumentos e outros benefícios. Nacionalizou os trens e financiou grandes obra públicas. 
Reeleito em 1951, Perón modificou algumas de suas políticas. Mas foi deposto e enviado paravo Paraguai em 19 de setembro de 1955, depois de um levantamento da armada e do exército quem se justificou pelo descontentamento popular pela inflação, corrupção e opressão.
Perón finalmente se instalou em Madri. Aí, em 1961 se casou pela terceira vez (sua primeira esposa morreu de câncer, ao igual que a Evita em 1952); sua nova esposa foi María Estela Martínez, uma bailarina argentina. Na Espanha, Perón trabalhou para assegurar que perduraria como líder de milhões de seguidores peronistas, cuja memória do regime melhorava dia a dia.
Nem os regimes civis nem os militares que governaram a Argentina depois de 1955, puderam resolver os problemas do país.

O regime militar do General Alejandro Lanusse, quem tomou o poder em março de 1971, proclamou sua intenção de restaurar a democracia constitucional no final de 1973 e permitir o reestabelecimento dos partidos políticos, incluindo o Partido Peronista. Depois de um convite do Governo Militar, Perón voltou para a Argentina por um curto tempo em novembro de 1972. Nas eleições de março de 1973, os candidatos peronistas ganharam as eleições e a maioria na legislatura, e, em junho, Perón foi convidado a retornar para a Argentina. Em outubro, em uma eleição especial, foi eleito Presidente, e por sua insistência, sua esposa - a quem os argentinos não lhe tinham carinho - converteu-se em Vice-presidente.
Morreu em 1 de julho de 1974, deixando a sua esposa como Presidente.

Eva Perón

Eva Perón: Eva Duarte de Perón "Evita" (1919-1952) nasceu em Los Toldos, uma cidade na província de Buenos Aires. Aos 14 se mudou a Buenos Aires: decidiu converter-se em atriz. Atuava em shows radiais quando conheceu Juan Domingo Perón em 1944. Seu papel mobilizando as multidões foi decisivo para a aparição de Perón um 17 de outubro de 1945: cinco dias depois se casaram. Como líder dos descamisados, Evita incentivou os fatores mais radicais do regime e dirigiu programas de bem-estar e caridade: foi amada devotamente pela classe trabalhadora e fortemente odiada pelos anti peronistas. Sua visita a Europa depois da guerra em 1949, (onde conheceu Franco e o Papa Pio XII) foi possivelmente o ponto máximo de sua carreira. Morreu de câncer três anos depois. Depois de sua morte foi quase santificada; uma província (La Pampa) e várias cidades foram dedicadas a ela. Posteriormente, em 1955 seu cadáver embalsamado foi mantido oculto pelos militares em um cemitério em Milán, até 1973. Sua tumba se encontra agora no cemitério da Recoleta, em Buenos Aires.

Carlos Gardel

Há distintas versões sobre a origem e o ano de seu nascimento,  os estudiosos do tema discrepam entre si,  alguns dizem que era uruguaio, outros que era francês, e também se apresentam dúvidas sobre quem foram seus pais. Em todos seus documentos e entre amigos, Gardel dizia ser uruguaio; assim aparece em sua carteira de identidade argentina, onde declara ser nativo de Tacuarembó e ter nascido em 11 de dezembro de 1887: na Argentina se instaurou essa data como o dia nacional do Tango. Carlos Gardel cresceu em um subúrbio da cidade e em EL Abasto lhe diziam "El Francesito"; seus primeiros anos de estudo foram no colégio San Carlos do bairro da Balvanera. Ao princípio escolhe as canções crioulas para cantar em público, faz-o por poucas moedas, e muitas vezes por nada, em cafés e restaurantes situados nas imediações do Mercado de Abasto.
Em 1912 Gardel forma seu próprio dueto com o Francisco Martino; um ano depois o dueto passa a ser quarteto: com Saúl Salinas e o uruguaio José Razzano. Mas este quarteto dura só uns meses, primeiro abandona a equipe Salinas e depois Martino. 
Em 1913 é o dueto Gardel-Razzano, e permanecerão como tal até 1925, embora Gardel gravava todos os tangos. Em setembro de 1925 o dueto se dissolve e Gardel quase abandonou as canções crioulas e se fez cantor de tangos. E é então quando começa a viajar, em outubro de 1925 chega a Espanha, seus discos se consolidam, cresce sua popularidade, e se afirma como cantor, depois viaja para Paris e em uma apresentação no teatro "Fémina", em um festival benéfico, canta  junto a Josephine Baker,  quem era naqueles tempos uma estrela em Paris, atuou três meses no cabaré Florida, gravou vários discos. Quanto ao cinema, já tinha trabalhado para Francisco Deffilipis Novoa em  dois filmes: "Flor de durazno" e "La loba", em Buenos Aires.
Viaja a França e em Joinville filma "Espérame" em 1932 e "La casa es seria" em 1933, e depois a Paramount o une com o Alfredo Le Pera, e este será o autor, a partir desse momento, de todos os roteiros e as letras das canções cantadas por Gardel em seus filmes. Filmam-se nos EUA "Melodía de Suburbio", "El Tango en Broadway", "El dia que me quieras" e "Tango Bar". Gardel com seus filmes vai estendendo sua fama pela Hispanoamérica. Em uma excursão pela América Latina, em 24 de junho de 1935, no aeroporto do Medellín, Colômbia, o avião que o conduzia de Bogotá para Cali, bate com outro avião que estava estacionado na pista do aeródromo Olaya Herrera, produzindo um terrível incêndio. Gardel e seus acompanhantes, Le Pera e os violonistas Guillermo Barbieri e Domingo Riverol, e o resto da passagem, dezessete pessoas, morrem a causa da batida e do fogo. Só sobrevivem com graves queimaduras o terceiro violonista  José María Aguilar e outros dois passageiros. O corpo de Carlos Gardel é repatriado,  e uma multidão concorre a seu velório no Luna Park, e o acompanha pelo Av. Correntes até a Chacarita, onde é instalado, provisoriamente, no Panteão dos Artistas. Depois de um ano e meio, construiu-se um mausoléu dedicado a ele, junto a uma estátua de bronze que mostrava o Gardel sonrindo, descoberta pelo Francisco Canaro. O acidente ocorrido em Medellín termina com a vida material de Gardel, mas "El Morocho del Abasto" em revanche vive como lenda, imortaliza-se associando eternamente seu nome com o tango. Porque Gardel foi, é e será, a essência do tango.

Jorge Luis Borges

Nasceu em Buenos Aires em 24 de agosto de 1899 e morreu em Genebra (Suíça) em 14 de junho de 1986. Bilíngüe desde sua infância, aprendeu o inglês antes que o castelhano já que sua avó materna de origem britânica lhe ensinou o idioma. Em 1914, viajou com a família para a Europa. Instalaram-se em Genebra onde Borges escreveu alguns poemas em francês enquanto cursava o ginasial (1914-1918). Em 1921 retornaram e o jovem Jorge Luis redescobre sua Buenos Aires; começa a escrever poemas, publicando seu primeiro livro, Fervor de Buenos Aires (1923). A partir de 1924, publicará algumas revista literárias e com dois livros mais, Luna de enfrente e Inquisiciones, já em 1925 é conceituado como um destacado dentro da mais jovem vanguarda. Escreve contos e poemas sobre o subúrbio portenho, sobre o tango, sobre brigas de "guapos"; exemplo disto é Hombre de la Esquina Rosada. Também começará a escrever sobre a narrativa fantástica ou mágica, até transformar-se em um dos maiores escritores do século XX neste terreno literário. Sua obra tem ensaios, poesias, roteiros e em matéria de contos: El jardín de senderos que se bifurcan (1941), Ficciones (1944), El Aleph (1949), La muerte y la brújula (1951), El informe Brodie (1970), El livro de arena (1975).

Julio Cortázar

(Bruxelas, Bélgica, 26 de agosto de 1914 - Paris, França 12 de fevereiro de 1984) brilhante escritor e intelectual argentino. É considerado um dos autores mais inovadores e originais de seu tempo, mestre do relato curto, a prosa poética e a narração breve em geral, comparável a Jorge Luis Borges, Anton Chejov ou Edgar Allan Poe, e criador de importantes romances que inauguraram uma nova forma de fazer literatura na América Latina, rompendo os moldes clássicos mediante narrações que escapam da linealidade temporal e onde os personagens adquirem uma autonomia e uma profundidade psicológica poucas vezes vista até então. Algumas de suas obras: Bestiario, 1951 (contos); Los premios, 1960 (romance); Historias de cronopios e de famas, 1962 (miscelâneas); Carta a una señorita en Paris, 1963; Rayuela, 1963 (novela); La autopista del Sur, 1964 Todos los fuegos el fuego, 1966 (contos). Os direitos de autor de várias de suas obras foram doados para ajudar os presos políticos de vários países, entre eles a Argentina. Em Buenos Aires, a pequena praça situada na intercessão das ruas Serrano e Honduras leva seu nome, ao igual que várias escolas.

Astor Piazolla

Bandoneonista, diretor, compositor e arranjador. Nasceu em 11 de março de 1924, em Mar del Plata. Ao fazer 9 anos seu pai lhe deu de presente um bandoneón  que tinha comprado por 18 dólares em uma loja do porto e assim começou a estudar, embora gostava mais do jazz. Aos 11 anos compôs seu primeiro tango, "Paso a paso hacia la 42" (La catinga); e aos 12 já estava tocando, em radio WMCE, Mozart, Bach, Rossini e outros clássicos. Aos treze anos já tocava bem o bandoneón; atuou em "El día que me quieras" como ator, fez de jornaleiro. E também tocou na  orquestra que acompanhou o Gardel nesse filme. Em Buenos Aires, passou por várias orquestras pouco conhecidas, atuou com o Miguel Caló e foi bandoneonista de Aníbal Troilo. Em 1946 começou a dirigir seu próprio conjunto: assim Piazzolla revolucionou o tango, iniciou o movimento vanguardista. Foi um músico contrariado, discutido, entretanto é um dos mais importantes músicos que deu nosso país ao mundo. Alguns de seus grandes êxitos: "Balada para um louco", temas distintos ao tango, por exemplo "Muralla China", as quatro partes de "Pulsación" e a música de vários filmes; "Adios Nonino"  (comemoração a seu pai morto); "Inverno porteño", "Buenos Aires hora cero", "Revolucionario", "Retrato de Alfredo Gobbi", "Kicho", "Sideral", "Lo que vendrá", "Fracanapa", "Decarísimo", "Calambre", "Nonino", "Tango del  ángel", "Contrabajísimo", "Milonga Loca", "Pigmalión", "La misma pena", "Menefrega" (estes três últimos com Homero Expósito), algumas valsas como "Chiquilín de Bachín".

Antonio Berni

(Rosario, Santa Fe 1905 - Buenos Aires, 1981). Pintor, ilustrador e muralista, foi um dos maiores representantes da arte social. Juanito Laguna é um personagem presente em várias de suas obras (podem-se ver no Museu Nacional de Belas artes).

Benito Quinquela Martin

(Buenos Aires 1890 -1977). Pintor, gravador e muralista. Retratou como nenhum outro o bairro de La Boca, seu porto e sua gente. Algumas de suas obras podem ver-se no Museu Quinquela Martín.

Osvaldo Pugliese

Pianista, diretor e compositor. Nasceu no bairro de Villa Crespo em 2/12/1905. Seu pai (flautista aficionado) desde muito menino lhe deu aulas de solfejo e antes dos nove anos aprendeu a tocar de ouvido o violino. Depois foi enviado a um conservatório de bairro onde percebe que seu verdadeiro instrumento em realidade era o piano. Começa a compor aos 15 anos seus primeiros tangos; contam com uma estrutura simples, até que chega "Recuerdo" escrito em 1924. Em agosto de 1939 se apresentou com sua agrupação definitiva no café El Nacional da rua Corrientes, o qual marca uma etapa fundamental em toda a música do tango. Seu estilo segue a escola de Julio e Francisco De Caro mas com as características de um ritmo mais picado, dançante. Compôs "La Yumba" e a gravou em 1946, embora já a tocava fazia uns anos. Depois de uma breve doença, "O mestre" morreu em 1994 à idade de 89 anos, na cidade de Buenos Aires.
Subir